Improdutividade: os piores hábitos que todo estudante deve evitar

Compartilhe

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on email

Compartilhe

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on email

Você já pensou o que pode estar causando improdutividade nos seus estudos?

Descubra já os principais erros que geram esse problema 👇

1)   Não organizar o espaço em que irá estudar

Antes de botar a mão na massa, você precisa deixar o seu ambiente de estudo adequado para esse momento.

Então, é fundamental achar um local tranquilo, com pouco ruído e boa iluminação para você focar.

Nesse sentido, os locais onde prevalecem o acúmulo de objetos e a falta de limpeza propiciam que seu foco seja levado para outros lugares.

Ao invés de ajudar na sua concentração, eles podem te estagnar e, assim, favorecem a improdutividade.

Seja em seu quarto, em um escritório, em uma sala de estar ou até mesmo em uma praça não movimentada da sua cidade.

Portanto, é recomendado que o seu ambiente de estudo não tenha muitos elementos que estimulam a distração.

2)   Não montar um cronograma de estudo

Começar é um passo muito importante, mas antes disso é preciso saber qual caminho irá seguir na sua trilha de estudos.

Ao traçar um planejamento, você tem a chance de entender a quantidade de horas que tem disponível durante os dias e listar os conteúdos que vai estudar.

Quando não se tem um rumo certo, é comum não sentir o progresso em seu desempenho nos estudos e, assim, não ter motivação para continuar as próximas atividades.

Sendo assim, procure montar um cronograma com as tarefas que pretende desenvolver no dia ou na semana.

Mas, atenção! ⚠️

Não crie um planejamento surreal que não vá conseguir cumprir.

Primeiramente, entenda suas prioridades e sua disponibilidade para o planejamento que irá montar.

Afinal, quantidades excessivas de estudo levam a sobrecarga desnecessárias e nenhuma meta atingida.

3)   Não priorizar uma tarefa de cada vez

E, por falar em sobrecarga, outra forma de não progredir nos estudos é a falta de prioridade.

Quando não listamos as tarefas com graus de importância, encaramos todas como importantes.

Então, pegamos cada uma para fazer um pouco, mas travamos pensando em outra que pode ser igualmente significativa.

Isso acaba gerando uma perda de foco.

Como resultado, não conseguimos finalizar nenhuma delas por completo nem com qualidade.

Por isso, na hora de montar seu planejamento, priorize as tarefas que irá realizar.

Nesse sentido, uma boa técnica é a Pomodoro.

Ela dá diretrizes para você avaliar coisas como importância e urgência de cada tópico.

4)   Não gerenciar o tempo

Os hábitos listados anteriormente já sinalizaram: o tempo é um fator importante na hora de combater a improdutividade.

Além de todo o planejamento, como o cronograma e a listagem de tarefas, dividir as suas horas no dia trará um aproveitamento melhor dele.

Afinal, sem isso fica difícil manter uma rotina de estudos e saber qual o seu limite diário de exercícios.

Ah, e lembre-se: o dia tem 24h e ¼ dele é feito para dormir!

Além das pausas durante os estudos (que falaremos daqui a pouco), não pensar na sua hora de dormir é um erro gravíssimo.

Até porque não dormir não significa ser mais produtivo, muito pelo contrário.

Especialistas indicam que isso afeta a memória e pode te prejudicar nos estudos.

5)   Não utilizar técnicas de estudo

Ufa! Agora que você já sabe o que não fazer, chegou a hora de entender as melhores práticas para render melhor ao estudar.

Aqui no blog, já listamos algumas dicas de técnicas de estudo que você pode tentar implantar na sua rotina:

  • Fazer testes
  • Utilizar post-its
  • Realizar pausas
  • Ter uma boa noite de sono
  • Produzir resumos
  • Variar o local de estudos
  • Ligar conceitos a músicas

Entenda melhor como desenvolver cada uma delas durante o seu estudo nesta matéria.

Depois, veja quais te ajudam mais a engatar nas tarefas e repita-as sempre que quiser.

6) Não ter o material de estudo na mão

Na hora de estudar, um dos possíveis “quebradores de ritmo” é a falta dos materiais que você precisa para continuar estudando.

Por isso, antes mesmo de começar a ler a matéria, deixe ao seu lado uma folha e um lápis para quando sentir necessidade de fichar aquele conteúdo, por exemplo.

A distração nessas horas é sua inimiga e, até pegar todo o material que precisa, você já esqueceu o que estava lendo e isso te desfocou do motivo que levou ao fichamento.

Além disso, se estiver fazendo simulados com consulta, coloque todo o repertório de conteúdos sobre o tema que está estudando ao seu alcance.

Quanto mais rápido encontrar a resposta, mais rápido irá para a próxima questão 😉

7)   Não traçar metas

Além de traçar o seu caminho, é preciso que você saiba onde quer chegar e o que deseja alcançar ao final dos seus estudos.

As metas servem para te motivar a obter esse resultado que busca.

Por isso, falta delas dificulta a entender o seu progresso e o seu desenvolvimento nas tarefas.

O erro em não definir seus objetivos está em não conseguir verificar os resultados dos seus estudos.

Desta forma, traçar quais são os seus propósitos com aquela tarefa ou com aquela bateria de exercícios é uma ótima forma de verificar se o seu ritmo de estudos está sendo proveitoso.

8)   Não desativar as notificações do celular

Você já deve ter ouvido diversas vezes que o celular e as redes sociais são as maiores distrações de quem quer vencer a improdutividade.

Pois é, e com razão.

Segundo um instituto especialista, esse hábito está relacionado ao prazer e à dopamina, hormônio que aumenta o sentimento de excitação.

A partir disso, ele envia ao nosso cérebro uma sensação de recompensa positiva.

Desta forma, fica realmente muito difícil ficar longe dos nossos celulares e da “recompensa” que ele nos faz sentir a partir de meras notificações.

Ainda mais ao estudar, que é um momento onde buscamos reconhecimento pelo esforço que estamos tendo ao ler os conteúdos e praticar os exercícios.

Porém, para quebrar esse sistema de recompensas rápidas, é preciso ter muito autocontrole e uma ajudinha do próprio celular.

Nas configurações do seu celular, busque a aba “Notificações” e procure desativar todas, principalmente as que aparecem quando seu celular está em modo bloqueado.

Desative as notificações dos aplicativos de mensagens instantâneas e as das redes sociais.

Aos poucos, você se acostumará a não olhar tanto o seu celular em busca delas.

Por mais que seja prazeroso receber um like e querer saber de quem foi, ele vai ficar ali até depois que você terminar de estudar 👍

9)   Não dar uma pausa

Um hábito que temos ao estudar é pensar que ser multitarefas é ser superprodutivo. E estamos errados.

O cérebro do ser humano não foi feito para ser produtivo 100% do tempo. Não podemos e nem devemos pedir isso dele, pois vamos nos sobrecarregar.

Fazer pausas também faz parte de estudar, pois, assim, você descansa o seu cérebro para poder se concentrar melhor quando voltar às tarefas.

Além disso, alguns insights de respostas podem vir justamente quando você não está pensando sobre o assunto.

Isso se dá porque o cérebro está trabalhando para armazenar toda o conteúdo que estudou antes da pausa.

E isso tudo de forma inconsciente. Ou seja, para nosso cérebro, o ócio também é um aliado na hora de produzir.

10) Ter medo de errar

Por último, um erro que sempre cometemos antes mesmo de pensar em começar.

O medo de errar paralisa e fingimos que a causa para nossa improdutividade é a preguiça ou nossa desorganização.

Entretanto, muitas das vezes, a causa para não darmos o primeiro passo para começar aquela matéria que temos mais dificuldade é o medo.

Além do mito de que o ócio é um inimigo da produtividade, também achamos isso das nossas próprias falhas. O que é um completo engano.

Os erros estimulam o aprendizado e ainda melhoram sua motivação ao corrigi-los e superá-los.

E você, já sabe qual desses erros precisa mudar na hora de estudar? Conta para a gente aqui nos comentários 👇

Victoria Fernandes

Victoria Fernandes

Redatora e estudiosa sobre redes sociais. Nas horas vagas, acessa o Twitter e vê vídeos de gatinhos no TikTok.

Comentários

Deixe uma resposta