Dia Nacional da Língua Portuguesa: o que você sabe sobre ela?

Compartilhe

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on email

Compartilhe

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on email

A língua portuguesa faz parte da nossa rotina.

É a língua oficial do Brasil, que falamos todos os dias com quem está ao nosso redor.

No entanto, quanto você sabe sobre ela?

Você tem ideia de onde surgiu, como chegou no Brasil e por que o português falado no Brasil é diferente do português falado em outros países? 🤔

Se acaso a resposta para alguma dessas perguntas é não, você precisa vir comigo.

Isso porque hoje, no Dia Nacional da Língua Portuguesa, nós vamos falar um pouco sobre isso.

De onde surgiu a língua portuguesa?

Nós nascemos ouvindo o português sendo falado ao nosso redor.

Além disso, passamos anos na escola aprendendo a forma correta de falar a língua, qual tempo verbal usar, etc.

No entanto, muitas vezes não nos preocupamos muito com a história do português.

Por exemplo, você sabia que a língua portuguesa é neolatina?

Ela tem origem no latim, com influência galega e árabe!

A influência de várias línguas aconteceu, porque há mais de 2000 anos, o Império Romano conquistou muitos territórios e dominou povos.

E, para que mantivessem o controle, impuseram seus costumes, inclusive o latim.

Assim, com o contato do latim com as línguas e dialetos dos povos conquistados, nasceram vários dialetos.

Depois que o Império Romano caiu, os dialetos foram se difundindo pelo território europeu.

Dessa forma, surgiram o catalão, o castelhano e o galego-português.

O último mencionado que deu origem ao nosso idioma.

Só que não da forma que conhecemos hoje em dia, especialmente no Brasil.

O galego-português existiu apenas durante 3 séculos, pois Camões ajudou a uniformizar o idioma português.

Como o português chegou no Brasil?

O português chegou em território brasileiro junto com as naus portuguesas, no Século XVI.

Naquele momento, ela se juntou à família linguística Tupi-Guarani, como foco no Tupinambá, um dos dialetos Tupi.

Os índios ensinaram o dialeto deles ao europeus, que passaram a se comunicar com o Tupinambá, que era conhecida como a “língua geral”.

A língua geral reinou na colônia portuguesa, pois os missionários traduziam peças sacras, orações e hinos na catequese dos índios.

Quando os portugueses começaram a traze os escravos da África, mais línguas como o iorubá, da Nigéria, e o quimbundo, da Angola, foram introduzidas no dia-a-dia da colônia portuguesa.

Para garantir uma presença política maior e continuar dominando, a Corte Portuguesa obrigou o ensino do português aos índios.

Em seguida, Marquês de Pombal promulgou a Lei do Diretório, que proibia as crianças portuguesas e indígenas de aprenderem outra língua que não o português.

Assim, a língua geral começou a morrer.

Curiosidades sobre a língua portuguesa

Agora, para descontrair um pouco, trouxe algumas curiosidades sobre a nossa língua que você provavelmente não sabe!

1. Qual é a maior palavra da língua portuguesa?

Com 46 letras a maior palavra do nosso idioma é pneumoultramicroscopicossilicovulcanoconiótico, que descreve o indivíduo que possui doença pulmonar causada pela inspiração de cinzas vulcânicas.

Você consegue falar ela sem embolar a língua toda? Porque eu ainda estou tentando 🤣

2. Em quantos países a língua portuguesa é oficial?

Além do Brasil, a língua portuguesa é a oficial em mais 8 países.

São eles: Angola, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Guiné Equatorial, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor Leste.

3. Quando a primeira gramática portuguesa foi escrita?

A primeira gramática portuguesa foi escrita em 1536, por Fernão de Oliveira, pois ele queria perpetuar a língua.

No momento em que foi escrita, Portugal tinha como objetivo firmar sua autonomia nacional.

Por isso, fazia muito sentido estruturar um sistema linguístico próprio do país.

Dessa forma, Portugal mostrava que estava desenvolvido e se empoderava como nação.

4. Por que o português do Brasil é diferente?

O idioma que os Portugueses trouxeram para o Brasil foi muito influenciado pelos idiomas que os povos do Brasil já falavam.

Por isso, a língua portuguesa “original” acabou se misturando com as diversas línguas indígenas, como eu mencionei acima.

Assim, muitas palavras que são originalmente indígenas fazem parte do nosso vocabulário hoje em dia.

Como por exemplo: abacaxi, mandioca, tatu, gambá, pipoca, cupuaçu, cacau, tamanduá, sabiá e samambaia.

Além disso, o português falado no Brasil também recebeu influência dos idiomas africanos.

Palavras como farofa, acarajé, fubá, moqueca, axé, cafuné, moleque, muvuca e cachimbo são de origem africana.

Tivemos também influência de imigrantes que chegaram no Brasil depois, pois algumas palavras de seus idiomas originais se infiltraram no português brasileiro 😱

5. Palavras com significados diferentes?

Mesmo que Brasil e Portugal falem português, isso não significa que temos a mesma versão da língua.

E mesmo quando as palavras são iguais, é bom ficar de olho se for viajar para Portugal em intercâmbio, porque os significados podem ser muito diferentes!

Palavras como bala, banheiro, cueca, comboio e pedestre tem significados diferentes nas duas versões línguas 👀

Por isso, tome cuidado, você pode achar que está falando uma coisa e estar falando outra diferente 😥


Você tem mais alguma curiosidade que não foi mencionada por aqui?

Então conta para a gente nos comentários 👇

E se você quiser saber mais sobre a história da língua portuguesa, o Passei Direto pode te ajudar muito nessa jornada 😉

Até a próxima!

Beatriz Costa

Beatriz Costa

Redatora na Passei Direto

Comentários

Deixe uma resposta